sábado, 7 de novembro de 2009

Uma visão geral das variantes do Ubuntu 9.10


O aguardado Ubuntu 9.10 foi lançado conforme o planejado na semana passada. Para o benefício dos leitores novatos no mundo Linux que possam estar perdidos em meio ao grande número de opções disponíveis, eis uma breve recapitulação da linha de lançamentos oficiais.

An overview of Ubuntu 9.10 variants
Autor original: Ladislav Bodnar e Jesse Smith
Publicado originalmente no:
distrowatch.com
Tradução: Roberto Bechtlufft

O aguardado Ubuntu 9.10 foi lançado conforme o planejado na semana passada. Para o benefício dos leitores novatos no mundo Linux que possam estar perdidos em meio ao grande número de opções disponíveis, eis uma breve recapitulação da linha de lançamentos oficiais.

O produto principal é chamado simplesmente de Ubuntu. Trata-se de uma distribuição Linux original lançada há apenas cinco anos. Na época, poucas pessoas acreditavam que o Ubuntu viria a se tornar um participante de tanta importância no mundo Linux. Bem no começo, o Ubuntu era o único produto da linha, e embora tenha dado origem a diversas variantes oficiais algum tempo depois, o original continua sendo o mais popular de todos os *buntus. Essa é a versão que a maioria dos novatos no Linux devem considerar em sua primeira tentativa de instalação e uso do sistema — a interface de usuário do GNOME no Ubuntu é fácil de usar e inclui várias melhorias para ajudar quem está começando, exigindo pouco treino.

ubuntu

Ubuntu 9.10

Além do desktop Ubuntu padrão, há uma variante especial desenvolvida para netbooks, os populares minicomputadores, como o ASUS Eee PC, o Acer Aspire One e outros. Essa variante, o Ubuntu Netbook Remix, otimiza o desktop e o layout da tela para as telas pequenas da maioria dos netbooks. Ele sacrifica partes da barra de título de cada aplicativo para exibir ícones de aplicativos abertos, além da bandeja do sistema, fazendo com que a área de trabalho seja altamente eficiente em termos de espaço. Além disso, a tela inicial oferece acesso rápido e fácil a todos os aplicativos disponíveis. Essa versão é distribuída como uma imagem ISO (ao contrário da versão 9.04, lançada como um arquivo IMG), o que significa que os usuários interessados em instalá-la a partir de uma unidade USB vão ter que converter a ISO primeiro, usando o utilitário Criador de disco USB inicializável do próprio Ubuntu.

ubuntu-netbook

Ubuntu Netbook Remix 9.10

O Kubuntu é provavelmente a variante mais popular do projeto. O ambiente de desktop principal é o KDE, um projeto de software livre que há anos compete com o GNOME e tem uma abordagem diferente diante para a computação nos desktops: ele é bem mais personalizável do que o GNOME e sua versão mais recente foi uma tentativa bastante radical de redefinir o desktop. Talvez nesse ponto ele tenha encontrado alguma resistência da parte dos usuários da antiga, mas se você não simpatizar com o GNOME ou se estiver interessado em experimentar algo diferente, o Kubuntu certamente será uma escolha interessante.

kubuntu

Kubuntu 9.10

O Kubuntu Netbook Remix é uma novíssima variante do Kubuntu. Se você espera que este produto seja apenas um Kubuntu otimizado para telas pequenas, vai ter uma boa surpresa ao descobrir que ele é bem mais do que isso. Em vez de se focar na adaptação dos aplicativos e do ambiente de trabalho para monitores de nove a dez polegadas, o Kubuntu Netbook Remix se concentrou em adaptar a distribuição para a utilidade que a maioria dos usuários de netbook dá ao seu hardware: internet, redes sociais, multimídia e outras formas semelhantes de lazer. Sendo assim, essa variante do Kubuntu é diferente de sua contraparte baseada no Ubuntu, o que é uma surpresa bastante agradável. Certamente vale a pena fazer o download, e como acontece com a maioria dos produtos baseados no Ubuntu, ele pode ser executado em modo live, proporcionando ao usuário uma maneira simples de avaliar a qualidade e a adequação do produto antes de dar a ele um espaço permanente na mídia de armazenamento interna do netbook.

kubuntu-netbook

Kubuntu Netbook Remix 9.10

O Xubuntu parece estar sempre à sombra de seus dois irmãos mais populares. A ideia original era a de que ele fosse uma variante mais leve do Ubuntu, usando o Xfce como desktop padrão, mas ele acabou se tornando uma distribuição bem pesadinha com diversos aplicativos criados com o kit de ferramentas do GNOME. Ainda assim, ele é bem mais leve do que o Ubuntu, e o desktop Xfce se tornou uma alternativa muito agradável e bastante viável aos outros dois pesos pesados. Além disso, o Xubuntu tem sua própria equipe de arte, e ela está sempre produzindo temas impressionantes para o desktop. Se você não gosta do GNOME e do KDE, certamente vale a pena experimentar o Xubuntu — só não espere que ele “voe” em máquinas já meio velhinhas.

xubuntu

Xubuntu 9.10

O Ubuntu Studio, distribuição para entusiastas de multimídia, não oferece uma opção live como todas as outras variantes do Ubuntu. A instalação no disco rígido é feita através de um instalador em modo texto como nos velhos tempos, o que pode afastar alguns usuários em potencial, mas ele conta com um kernel de tempo real — uma necessidade para qualquer sistema de produção de áudio. Esse é provavelmente o maior valor do projeto: seria relativamente fácil montar um sistema semelhante ao Ubuntu comum puxando os aplicativos necessários de seus repositórios, mas a integração dessa funcionalidade especial do kernel em uma distribuição pronta pode poupar muito tempo. O longo download do DVD vale a pena se você for um músico ou editor de áudio e vídeo, profissional ou aspirante.

studio

Ubuntu Studio 9.10

Como o nome sugere, o Mythbuntu é uma distribuição especializada, desenvolvida para PCs com home theatre. Ele integra o software de central de mídia MythTV ao Ubuntu, e com o painel de controle gráfico que oferece fica muito fácil configurar um computador como servidor de mídia ou reprodutor de mídia (ou ambos). A mudança mais significativa nesta versão talvez seja a atualização para o MythTV 0.22, com suporte melhorado a hardware, interface de usuário redesenhada e a mudança para a biblioteca Qt 4.x.

mythubuntu

Mythbuntu 9.10

Com a versão 9.10, o Edubuntu volta a ser uma distribuição, no sentido verdadeiro da palavra. Essa distro, que é um sistema operacional desenvolvido especificamente para escolas e que inclui opcionalmente o servidor LTSP, evoluiu e se tornou uma ferramenta que atende a diversos propósitos em vários cenários de implantação e públicos-alvo, incluindo crianças, estudantes, professores, pais e administradores de servidores escolares. Além disso, o Edubuntu agora também funciona como DVD de instalação e live DVD, e os usuários podem testar o produto sem compromisso. Se você não usa o Edubuntu desde que ele deixou de ser uma espécie de “complemento” de distribuição, provavelmente vai ter uma grata surpresa — esta versão é um produto mais completo em recursos do que todas as versões antigas. A equipe do Edubuntu fez um trabalho excelente!

edubuntu

Edubuntu 9.10

Aí estão oito edições diferentes daquele que é, essencialmente, o mesmo produto. E nem contamos a edição oficial para servidores e o crescente número de “remixes” não oficiais do Ubuntu feitos por terceiros, voltados para uma ampla variedade de tarefas altamente específicas. Fale a verdade: o mundo do software de código aberto não é muito mais flexível do que o do software proprietário?

Créditos a Ladislav Bodnar e Jesse Smith - http://distrowatch.com
Tradução por Roberto Bechtlufft

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Ubuntu 9.10


Software Center

O acesso instantâneo a milhares de aplicações de código livre e aberto.

As categorias incluem educação, jogos, som e vídeo, gráficos, programação e Office.

Basta selecionar os aplicativos que você deseja utilizar o Ubuntu e Software Center irá adicioná-los ao seu computador.

No CD, sem licenças, sem complicação.

Email and chat

Bate-papo com amigos e colegas por meio da empatia que integra a Yahoo, Gmail, MSN, Jabber, AOL, QQ e muitos mais.

Evolução dos e-mail, um catálogo de endereços e calendário que funciona bem com seus colegas e amigos usando o MS Outlook.

Browse the Internet

O Ubuntu inclui o Mozilla Firefox 3.5 para a navegação mais rápida e segura.

Para a escolha de outros navegadores web open-source visite o Ubuntu Software Center e faça a sua escolha.

Photos

Upload de sua câmera ou telefone para o F-Spot.

Gerenciar, sim, partilhar e classificar suas fotos.

Upload facilmente à sua rede social favorita ou sites de compartilhamento de fotos, incluindo Flickr, Facebook, Picasa e muitos outros.

Music and videos

Ligue o seu PSP, player, iPod e MP3 uso Rhythmbox para transferir, armazenar, comprar e tocar música.

Compartilhar playlists com seus amigos.

Last.fm acesso diretamente através Rhythmbox para transmitir a sua música favorita.

Fluxo e reprodução de vídeo do YouTube, BBC e outros.

Office applications

Crie documentos profissionais, planilhas e apresentações com o OpenOffice.org 3.1.

O OpenOffice.org é compatível com todos os aplicativos do Office, incluindo o Microsoft Office.

A grande diferença é que o OpenOffice.org é livre (e nunca promete introduzir Clippy).

Play games

Mais de 400 jogos completamente livres e legais.

Visite o Ubuntu Software Center para navegar, selecionar e instalar jogos de sua preferência.

Store, sync and share

Integrado "Ubuntu One" tecnologia que oferece 2 GB de armazenamento online gratuitamente.

Facilmente você compartilha arquivos entre seus próprios computadores e seus amigos.

Upgrade de baixo custo para mais armazenamentos, on line.

Accessibility

No cerne da filosofia Ubuntu é a crença de que a computação é para todos, independentemente das suas circunstâncias. O Ubuntu é um dos sistemas operacionais mais acessíveis do mundo e é totalmente traduzido para 23 línguas.

fully translated into 23 languages with many more to follow.